Safra 2016/2017:

O volume de cana-de-açúcar processada pelas unidades produtoras da região Centro-Sul atingiu 1,09 milhão de toneladas na 2ª quinzena de fevereiro de 2017. Nesse mesmo período, a produção quinzenal de açúcar totalizou 19,63 mil toneladas e o volume fabricado de etanol atingiu 68,11 milhões de litros, dos quais 2,07 milhões de litros de etanol anidro e 66,04 milhões de litros de etanol hidratado.
 
No acumulado, de 1º de abril a 1º de março, o total processado atingiu 595,83 milhões de toneladas, volume próximo ao registrado no mesmo período da safra 2015/2016. Com esse resultado, a produção acumulada de açúcar alcançou 35,29 milhões de toneladas, enquanto que a fabricação de etanol totalizou 25,16 bilhões de litros, com 10,55 bilhões de anidro e 14,60 de hidratado.
 
A expectativa para a moagem final da safra 2016/2017 é de que seja inferior à safra anterior por conta da diferença de produção esperada para o mês de março. Para a primeira quinzena de março, o volume processado de cana deve sofrer influências de condições climáticas adversas à colheita, mas nos 15 dias finais do mês, indica um clima mais favorável mantendo a previsão de que a moagem final atinja 605 milhões de toneladas.
 
A produção de etanol de milho na 2ª quinzena de fevereiro somou 10,41 milhões de litros, sendo 3,56 milhões de litros de anidro e 6,84 milhões de litros de hidratado. No acumulado da safra 2016/17 a produção totaliza 197,38 milhões de litros.
 
Nessa quinzena, foram contabilizadas 11 usinas em atividade no Centro-Sul, com 3 unidades que retomaram o processamento, sendo 6 no Mato Grosso do Sul, 2 em São Paulo, 2 no Paraná e 1 em Goiás. Para a próxima quinzena, a perspectiva é de que mais 35 usinas retomem o processamento.
 
As vendas de etanol pelas unidades produtoras da região Centro-Sul somaram 1,69 bilhão de litros em fevereiro, sendo 39,80 milhões de litros destinados à exportação e 1,65 bilhão de litros ao mercado doméstico.
 
No mercado interno, em fevereiro, tanto o volume comercializado de etanol hidratado como de anidro apresentaram retração quando comparado com as vendas de janeiro. As saídas de anidro somaram 816,80 milhões de litros, registrando queda de 5,20%, enquanto que as vendas de hidratado atingiram 836,45 milhões de litros, sinalizando redução de 6,78%.
 
Fonte: Unica