RenovaBio:

Documentos em prol do RenovaBio – programa do Governo Federal, lançado pelo Ministério de Minas e Energia, que tem como objetivo expandir a produção de biocombustíveis no Brasil – foram entregues ontem ao presidente da República, Michel Temer, durante almoço da FPA.  
 
Além do manifesto de apoio ao Programa assinado ontem pelo governador de São Paulo, Geraldo Alckmin e mais 18 entidades, entre elas a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (UNICA), o Fórum Nacional Sucroenergético, a FIESP e a FAESP, um outro manifesto elaborado pela própria FPA e outros documentos assinados por entidades do setor também chegaram às mãos de Temer. 
“Digamos que o Programa está no forno, a regulamentação está indo para a Casa Civil nesta quinta-feira, logo depois daremos uma solução a isso e vocês me convidam para um novo almoço para comemorar”, afirmou o presidente da República.
 
Ministros, deputados e lideranças do setor de biocombustíveis participaram do encontro, entre eles o presidente do Fórum Nacional Sucroenergético, André Rocha, o membro do Conselho Nacional de Política Energética, Plínio Nastari, os presidentes das Frentes Parlamentares do Setor Sucroenergético, Alexandre Baldy (PODEMOS/GO), do Biodiesel, Evandro Gussi (PV/SP) e da própria FPA, Nilson Leitão (PSDB/MT). Representando a UNICA estava Eduardo Leão de Sousa, diretor Executivo da entidade.
 
Após o encontro, as lideranças do setor seguiram até a residência oficial do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, onde ressaltaram a relevância do Programa e pediram apoio para a aprovação da Medida Provisória, assim que chegar à Câmara. O parlamentar também recebeu cópia dos mesmos documentos entregues a Temer. Além dos deputados acima mencionados, também estiveram presentes a esse segundo momento, os deputados Marcos Montes (PSD/MG) e Tereza Cristina (PSB/MS).