Profissional do futuro:

O 6º Seminário da Cadeira Produtiva da Cana-de-Açúcar de Mato Grosso do Sul, realizado nesta terça-feira (16/05) pela Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul) e Sindicato Rural de Dourados, no auditório do Parque de Exposições João Humberto de Carvalho, durante a 53ª Expoagro teve a participação de mais de 200 universitários e recém-formados que foram saber mais sobre as oportunidades que o setor sucroenergético de MS tem a oferecer.
Durante toda manhã os palestrantes trataram de assuntos como o perfil do profissional dos dias atuais, a inserção de jovens talentos no setor e a preparação profissional além da escola. Segundo o Ministério da Educação, Dourados tem cerca de 58 mil universitários nos cursos de graduação presencial e a distância e todos os anos se formam mais de 15 mil jovens.

“Diante do grande número de estudantes no evento, cuja o tema foi O Profissional do Futuro para o Setor Sucroenergético, fiz questão de ressaltar que o estágio representa o início de uma carreira bem sucedida. Se tiver foco, fará toda a diferença na vida profissional deles” destacou José Fernando, que também abordou os serviços oferecidos pelo IEL, especialmente, o cadastro, divulgação de vagas e encaminhamento de estudantes para estágio.
Com o objetivo de apresentar os caminhos e oportunidades que o setor sucroenergético do Estado tem para esse público, duas unidades associadas da Biosul apresentaram seus programas de estágio, de trainee e falaram ainda sobre como participar do processo seletivo, além da escola Pro-fissa, que levou a palestra sobre o que fazer após a academia. De acordo com Regis Borges,  Diretor da escola Pro-fissa “Hoje o profissional de valor é aquele que faz o além, o que não esperam dele, assim ele pode se destacar entre os demais e levar vantagem no processo seletivo, é o brilho nos olhos que falamos hoje em dia.”
 
 
Ana Paula Ostapenk