Noite mais fria em 20 anos atinge em cheio canavial da principal região produtora de cana do País

 

 

 

 

A região de Ribeirão Preto, maior região produtora de cana-de-açúcar do Brasil, registrou na madrugada desta terça-feira (20) a temperatura mais baixa das últimas duas décadas. Por volta de 4 horas da manhã, no aeroporto da cidade, os termômetros registraram a temperatura de 1º C, segundo levantamento da Somar Meteorologia. Em Pradópolis, às 5 horas da manhã, os termômetros registraram -1,4º C.

 

 

Em matéria veiculada pelo portal Notícias Agrícolas, o presidente do Sindicato Rural de Ribeirão Preto, Paulo Junqueira Neto, destacou que várias regiões registraram geadas mais severas nesta madrugada.

 

 

“Essa é a quarta geada registrada na região neste ano e foi a mais severa. Ainda não fazemos ideia de como a soqueira [rebrota] da cana vai reagir com essa condição”, disse Paulo Junqueira por telefone ao Notícias Agrícolas.

 

 

O mercado futuro do açúcar reagiu no início da sessão desta terça-feira, com o registro de até 2% de alta no início dos pregões. Os impactos das geadas, no entanto, só serão conhecidos nos próximos dias.

 

 

O professor doutor Pedro Henrique de Cerqueira Luz, da AgroPH confirmou o evento de algumas geadas em diversas regiões canavieiras nesta madrugada. Segundo o pesquisador, o fenômeno teve “diferentes intensidades e afetando canaviais em diferentes estados fenológicos”.

 

 

Para auxiliar os profissionais das usinas no diagnóstico dos efeitos da geada, o professor Cerqueira Luz elaborou um material com sugestões de manejo pós-geada que você pode acessar aqui.

 

 

SIAMIG

Fonte: Agência UDOP de Notícias – 20/07