Naviraí:

Policiais Militares Ambientais de Naviraí perceberam ontem (10) uma grande cortina de fumaça, nas proximidades do perímetro urbano, foram ao local e localizaram uma equipe de uma usina Sucroenergética e dois tratoristas que realizavam um  incêndio em uma área, em preparação para o plantio de cana-de-açúcar na propriedade rural da empresa.
Além de não possuir autorização ambiental para a queima, os policiais verificaram que o incêndio adentrou uma área de preservação permanente (APP), afetando a vegetação das nascentes e as matas ciliares de um córrego que corta a propriedade, danificando uma área 7,2 hectares medidos em GPS pelos Policiais de áreas protegidas por lei.
A empresa foi autuada administrativamente por incêndio e por danificar área considerada de preservação permanente (matas ciliares e nascentes) e foi multada em R$ 36.000,00. Os responsáveis também responderão por crime ambiental e poderão pegar uma pena de detenção de um a três anos.
As atividades foram interditadas e a Usina foi notificada apresentar um Plano de Recuperação de Áreas Degradadas e Alteradas (PRADA), junto ao órgão ambiental, em prazo de 90 dias.