MILHO:

As exportações aquecidas em janeiro e incertezas quanto ao semeio de milho segunda safra têm resultado em pequenas altas nos preços de milho.
No geral, compradores priorizam negociações pontuais, enquanto vendedores estão recuados – muitos vendedores seguem dando preferência para a comercialização da soja.
Entre 2 e 9 de fevereiro, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa (referência Campinas – SP) avançou 0,42%, fechando a R$ 33,34/saca de 60 kg na sexta-feira, 9.
Quanto à produção de milho na safra 2017/18, novas estimativas confirmam a expectativa de ajustes negativos. Mesmo com queda na produção, os estoques elevados devem manter o mercado interno abastecido. 
 
 Fonte: Cepea