Indústria sem Fronteiras:

Lançado no dia 21 de março, o projeto Indústria Sem Fronteiras vai divulgar o potencial econômico dos municípios da região de fronteira de Mato Grosso do Sul com o Paraguai para virtuais investidores de todo o Brasil e, assim, atrairá para o Estado empresas de diversas localidades do País, conforme avaliação do presidente da Fiems, Sérgio Longen, que concebeu o projeto.
 
“Vamos disponibilizar aos empresários um guia com o raio X das principais cidades paraguaias e sul-mato-grossenses localizadas na região de fronteira para, desta forma, disseminar os benefícios da instalação de um empreendimento nestes municípios, promovendo uma integração produtiva, ou seja, a indústria manterá suas operações no Estado, finalizando o produto no Paraguai, que hoje tem uma série de vantagens competitivas em relação ao Brasil”, explicou Longen. 
 
Ainda segundo o presidente da Fiems, em meio ao cenário de recessão econômica e alta incidência da carga tributária, é papel das entidades representativas do setor propor mecanismos para manter as empresas em funcionamento, gerando empregos e criando oportunidades para o fomento da economia de Mato Grosso do Sul. “E está mais do que provado que é isso que estamos fazendo com o Indústria Sem Fronteiras. Não podemos discutir achismos e, muitas vezes, ilusões de algumas pessoas que nem sequer conhecem o processo industrial de uma fábrica de picolé e vêm comentando e dando palpite naquilo que não conhecem”, avaliou.
 
Para Longen, o Indústria Sem Fronteiras representa um acerto da Fiems no que diz respeito às ações para fortalecer do setor industrial em Mato Grosso do Sul porque tem apoio do Governo do Estado e dos prefeitos dos municípios da faixa fronteira, que já declararam publicamente os reflexos do projeto no fortalecimento da economia sul-mato-grossense. “Temos a certeza da concepção de um projeto idealizado pela Fiems, que o Governo do Estado chancelou e que os prefeitos consideram muito importante. Não são alguns que estão dispostos a virar notícia que vão denegrir um projeto que é de extrema importância para Mato Grosso do Sul, uma grande ferramenta de captação de empresas para se instalarem no Estado e, principalmente, nas áreas de fronteira”, defendeu.
 
Indústria Competitiva
 
O objetivo do Indústria Sem Fronteiras é fornecer informações ao empresário sobre as vantagens competitivas de internacionalização das empresas, por meio dos mecanismos do Programa Fomentar Fronteiras, criado pelo Decreto Estadual nº 14.090/2014, e da chamada Lei de Maquila, que preveem a isenção de impostos, entre outras vantagens.
 
“É sabido que o Paraguai é uma grande porta de oportunidades para a produção, gerando competitividade para a indústria, e a Fiems, acima de tudo, defende as empresas vivas, e não que as empresas morram. De nada adianta defender que a empresa venha para Mato Grosso do Sul, pague as contas com dificuldade e feche as portas. Precisamos produzir aquilo que é possível no Estado, e ao invés de levar parte da produção para a China, como muitas empresas estão fazendo, o Fomentar Fronteiras, do Governo do Estado, será disseminado pelo Indústria Sem Fronteiras e incentivará as empresas a produzirem no Paraguai, na fronteira”, comentou o presidente da Fiems sobre a cooperação entre Brasil e Paraguai estabelecida pelo projeto, beneficiando ambos os lados.
 
“Na época em que o decreto estava em fase de elaboração, buscamos de todas as formas assegurar a competitividade das indústrias de Mato Grosso do Sul. Nas condições que o Estado oferece hoje, a empresa pode simplesmente fazer o acabamento do produto do outro lado da rua, já no Paraguai, e manter o investimento principal aqui no Brasil. É nessa ótica que nós estamos trabalhando. Que provem os maldosos a diferença disso. Mas prove quem conheça. Só aceito palpites do setor industrial, do próprio Governo e dos prefeitos. Precisamos alimentar as coisas boas e não dissimular um projeto ambicioso e inovador”, finalizou Longen.
 
O guia do Indústria Sem Fronteiras, que vai projetar Mato Grosso do Sul para todo o Brasil, já foi distribuído para empresários que participaram da solenidade de lançamento do projeto, realizada no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), e, agora, será levado para todas as federações de indústria do País e outras entidades representativas do setor.  Além disso, a publicação pode ser conferida na íntegra pelo hotsite www.industriasemfronteiras.com.br.
 
Serviço – Os empresários interessados no Indústria sem Fronteiras podem procurar o CIN (Centro Internacional de Negócios) da Fiems pelo telefone (67) 3389-9150 ou pelo e-mail cin@fiems.com.br ou ainda acessar o hotsitewww.industriasemfronteiras.com.br