Geraçâo emprego:

Ao avaliar os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados na terça (20) pelo Ministério do Trabalho, o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, afirmou que “mais uma vez a agropecuária mostra o seu compromisso com o país”.
 
“Em meio à crise econômica e política, os produtores rurais foram responsáveis pela criação de 46 mil novos postos de trabalho em maio e 77 mil no acumulado do ano. Fica claro também que o nosso setor cumpre uma função social importante ao gerar emprego, renda e alimentos para a população”, disse o presidente da CNA.
 
O resultado de maio foi atribuído principalmente ao desempenho das culturas de café (25.258 postos de trabalho criados), laranja (11.590) e cana-de-açúcar (5.657), segundo Comunicado Técnico do Núcleo Econômico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). 
 
Em relação ao café, a maior parte dos postos foi criada em Minas Gerais. No caso da laranja houve a criação principalmente em São Paulo e os empregos na cana-de-açúcar se concentraram em São Paulo e Rio de Janeiro.