Em parceria com Senar PR, GenesisGroup forma 1° turma de classificadores de grãos.

 

 

 

A parceria entre GenesisGroup, referência em testes, inspeções, análises, certificações e rastreabilidade para a cadeia do agroalimento, e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Paraná (Senar-PR) resulta na formação da 1° turma de classificadores de grãos. São 12 jovens aprendizes adquirindo conhecimentos que envolvem toda a operação da classificação de grãos, como fisiologia vegetal, beneficiamento, secagem e armazenagem de grãos e manejo cultural de grãos, entre outros.

 

 

 

 

Foram nove meses de aprendizagem e, mesmo com o imprevisto da pandemia da Covid-19, mas respeitando todas as normas de saúde exigidas, o objetivo foi alcançado. “Os jovens saem deste projeto muito melhor preparados para o futuro profissional. Eles investiram tempo para se capacitar e contribuir para o sucesso do nosso negócio e deles próprios. Nossos aprendizes têm uma oportunidade única, de aprenderem uma profissão e se desenvolverem socialmente. Um projeto novo que sem dúvida, possibilitará a muitos jovens serem inseridos mais rapidamente no mercado de trabalho, explica Andrea Helena Silva, Diretora de Recursos Humanos do GenesisGroup.

 

 

 

 

Andrea destaca que a contribuição do Genesis é com a prática, possibilitando aos jovens aplicar tudo o que aprenderam no curso de classificação de grãos do SENAR. “Além disso, como temos a Academia Genesis, universidade corporativa que capacita nossos colaboradores, também oferecemos outros cursos para esses jovens, principalmente voltados para a classificação de grãos e outros serviços que prestamos, como teste de aflatoxina e treinamentos de segurança no trabalho”, complementa a coordenadora do projeto.

 

 

 

 

Os aprendizes tiveram formação sólida e estão preparados para os desafios do mercado de trabalho, inclusive com a perspectiva de que alguns permaneçam na empresa. “Esperamos que esses profissionais continuem se capacitando e, com empenho e dedicação, conquistem o sucesso profissional”, ressalta Andrea.

 

 

 

 

O classificador de grãos atua em análises e testes que visam certificar a qualidade dos grãos destinados ao consumo humano ou animal, sendo essenciais para a cadeia produtiva. Afinal, por meio de seu trabalho contribuem para qualidade e segurança do agroalimento.

 

 

 

 

Lana Alves da Silva, tem 22 anos e está no último semestre de agronomia. Ela é um dos aprendizes e destacou-se na Olimpíada Rural, ficando entre os 75 aprovados. “Consegui uma boa colocação. É muito gratificante estar na Olímpiada Rural pelo conhecimento obtido durante os nove meses do curso. Desde que comecei a estudar agronomia, me identifico mais com a área de fisiologia vegetal e melhoramento genético, que se encaixa com classificação de grãos. Mesmo na correria do ano letivo, consegui conciliar o curso, que agregou ainda mais aprendizado. Me sinto preparada para o mercado”, conta.

 

 

 

 

“Já requisitamos ao SENAR a formação de uma nova turma de aprendizagem. O plano é que esse projeto seja um forte aliado na formação de profissionais de qualidade e já se torne referência na região, por seu protagonismo e pela oportunidade que oferecemos para os jovens terem uma excelente carreira em uma das áreas mais promissoras do agro”, conclui Andrea.