Desenvolvimento:

O presidente da República, Michel Temer, recebeu nesta terça (7) as recomendações do Grupo de Trabalho do Agronegócio e de outros quatro grupos que fazem parte do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o chamado Conselhão.
As propostas têm por objetivo subsidiar o governo na elaboração de medidas para alavancar o crescimento da economia.
Os conselheiros definiram 15 recomendações divididas em cinco temas: agronegócio, ambiente de negócios, educação básica, desburocratização e modernização do Estado e produtividade e competitividade. Para cada um destes temas foi formado um grupo de trabalho.
O presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins, que participou das discussões do Grupo de Trabalho (GT) do Agronegócio, esteve presente no encontro com o presidente Temer nesta terça (7) no Palácio do Planalto.
O GT do Agronegócio definiu as seguintes recomendações para o governo:
– “estabelecer a plurianualidade para o Plano Safra – para o que é fundamental a realização do censo agropecuário – com ênfase no aprimoramento do seguro rural, fortalecendo a assistência técnica para a difusão de tecnologias sustentáveis e a regularização fundiária”;
– “ampliar o acesso a mercados por meio da celebração de novos acordos comerciais, da promoção da sustentabilidade da produção agropecuária-florestal brasileira e mecanismos de agregação de valor”;
– “destravar os investimentos para adequação da infraestrutura logística, com segurança jurídica e parcerias público-privadas, fundamental para a competitividade da produção agropecuária-florestal”.
As recomendações foram apresentadas pelo relator do grupo de trabalho, o ex-ministro Roberto Rodrigues.