Curso Técnico:

Com apenas uma semana de inscrições, as vagas para as provas de seleção do Curso Técnico em Agronegócio do SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem  Rural), já se esgotaram no polo de Manaus (AM) recém inaugurado. Nos outros  polos da Rede e-Tec Brasil no SENAR, que oferecem vagas neste processo seletivo, as inscrições continuam abertas até o próximo dia 13 e devem ser feitas no site http://etec.senar.org.br.
 
No ato de inscrição, o candidato precisa indicar o polo que deseja frequentar caso seja aprovado, o mesmo onde fará o exame de seleção. Como as provas são realizadas no computador e aplicadas individualmente, o número de vagas para o teste é determinado de acordo com a infraestrutura de cada polo. Por isso é importante que os interessados não deixem para se inscrever no último instante e, depois de inscritos, fiquem atentos ao dia e hora agendados para o teste. 
 
Gratuito e semipresencial, o Curso Técnico em Agronegócio do SENAR é considerado por seus alunos como um exemplo de qualidade de ensino, e o marketing boca-a-boca tem sido o maior responsável pelo crescente número de candidatos a cada seleção. Só nos primeiros sete dias deste novo processo, 7.109 candidatos se inscreveram para disputar as 1.627 vagas oferecidas  em 51 polos distribuídos por 17 estados do País. A concorrência candidato/vaga já chega a 4,32, mas dependendo da localidade, o número é bem mais alto. 
 
O polo mais concorrido, como na última seleção, é o de Balsas (MA), com 426 inscritos, disputando 20 vagas, ou seja, uma relação candidato/vaga de 21,30. Em seguida vêm os polos de Boa Vista (RR), com 16,3 candidatos/vaga, e o de  Capanema (PA), com  11,55. A grande novidade, no entanto, são os 17 novos polos incorporados agora à rede e que participam pela primeira vez da seleção. O estado de Roraima conta  com quatro novos polos. Goiás com mais três. A Bahia e o Ceará com dois. Maranhão, Pernambuco, Rio de Janeiro, Roraima e Tocantins com mais um.
 
Aulas online e no campo
 
Fernando Maia foi aluno da primeira turma do Curso Técnico em Agronegócio em Barra Mansa (RJ), aberta no início de 2015. Ele acaba de conquistar seu diploma e seu entusiasmo é tão grande que contagia e  encaminha novos alunos. “Quando eu vou falar do curso eu falo com muita vontade, porque eu, sinceramente, fiquei muito surpreso com a excelente qualidade. Então eu digo a todas as pessoas: – Olha, vai fazer porque vale a pena, o curso é espetacular mesmo. Eu sou muito grato ao SENAR. O material didático é de primeira qualidade e bem atualizado. Os tutores são excelentes, pessoas do ramo, são professores universitários muito bons e, ao mesmo tempo, técnicos que atuam na área”.
 
Fernando vê grande vantagem no fato do curso ser semipresencial, com 80 por cento das aulas online e o restante do tempo distribuído entre aulas presenciais no polo e aulas práticas no campo. “Se fosse todo presencial seria muito complicado frequentar, porque moro  a 130 quilômetros do polo. Sinceramente é uma das melhores formas de estudar, porque você pode adequar à sua disponibilidade de tempo. E como nós temos muita facilidade de contato com os tutores  fica fácil estudar. A informação tá ali a todo momento e quando você precisa encontra muitas referências, tanto nas apostilas quanto no conteúdo online. Você tem facilidade de acesso à informação e pode tirar as dúvidas rapidamente”.
 
Filho de agricultores no município de Teresópolis (RJ), Fernando é fisioterapeuta e atua também no mercado imobiliário. Para ele, o curso do SENAR foi a oportunidade que esperava para retomar a antiga vocação. “Desde jovem eu queria trabalhar em algo relacionado à Agricultura, porém a vida me encaminhou para outras áreas. Então, eu já conhecia muito do campo por causa da atividade do meu pai, mas o curso me deu o embasamento que eu precisava para atuar na área”. Com entusiasmo ele ressalta a importância das aulas práticas.
 
“A gente teve aula, no meio do mato mesmo, no meio da produção, dentro do curral. Não tem como estudar o que acontece dentro de uma fazenda a não ser assim. Em sala de aula, ou virtualmente, não tem como você ver na prática como funciona uma máquina de ordenha, não tem como ver como o é feita uma compostagem, como são feitos os piquetes. E eles abriram assim as melhores portas pra que a gente conhecesse desde pequenos a grande produtores, até agroindústrias. Foi muito favorável conhecer coisas das quais eu não tinha a mínima noção. Agora quero cumprir o meu estágio e, num primeiro momento, vou tentar ser um multiplicador de todo aprendizado que tive. Depois sim, quero usar o sítio do meu pai como um laboratório, pode-se dizer assim, pras coisas que pretendo introduzir com atividades de baixo impacto ambiental”. 
 
O Curso Técnico em Agronegócio é oferecido por meio da Rede e-Tec Brasil no SENAR, numa parceria entre a instituição e o Ministério da Educação. A rede já conta com 93 polos instalados em 22 estados e no Distrito Federal, embora nesta seleção estejam sendo oferecidas vagas em apenas 51 polos distribuídos por 17 estados. A relação completa dos polos onde há vagas, assim como o edital da seleção,  está disponível no portal da rede.