Raízen adota modelo híbrido de trabalho e conta com a tecnologia para potencializar a produtividade

Netglobe auxilia na adequação tecnológica dos espaços de trabalho da Raízen, que investiu R﹩ 1,5 milhão para montar 40 ambientes mais preparados para uma experiência híbrida.

A Raízen é conhecida por ter uma cultura forte de formação de líderes e desenvolvimento de pessoas. Hoje, a corporação – que vale em torno de R﹩ 80 bi e possui mais de 40 mil funcionários e 15 mil parceiros de negócios espalhados pelo país – está adotando o modelo híbrido de trabalho. Para realizar as mudanças necessárias no âmbito tecnológico e respaldar a experiência, que passa a contar com pessoas trabalhando de forma on-line e presencialmente ao mesmo tempo, a companhia contou com a parceria da Netglobe , empresa especialista em soluções de colaboração, lives, streaming e workplace.

O pacote de ambientação inclui: uma consultoria de arquitetura para projetar espaços que garantissem mais integração, colaboração, qualidade e eficiência; e investimentos em tecnologia, somando 40 ambientes distribuídos nos escritórios de São Paulo e Piracicaba. Todos foram equipados com salas de conferência estruturadas que visam integrar quem está remotamente com aqueles que estão presencialmente na empresa, além de suporte técnico oferecido pela Netglobe.

Antes da pandemia, a Raízen já fazia uso de colaboração por videoconferência. Contudo, a mudança na experiência de trabalho do tradicional para híbrido impulsionou a modernização dos espaços e mais uso de tecnologia. Os espaços contam com soluções da Logitech, fazendo uso principalmente do Microsoft Teams, porém também compatível com outras soluções.

“A Netglobe foi escolhida para este momento por conta de seu know-how e pelas soluções e propostas de valor apresentadas que se conectaram muito com o que tínhamos como objetivo”, afirma Fabio Mota, vice-presidente da Raízen.

O processo de decidir pela adoção de um modelo híbrido passou por várias etapas, com pesquisas de mercado, conversas com a liderança e entendimento das expectativas dos times, sempre alinhado com o planejamento estratégico da empresa e sua cultura de alta performance com cuidado humano. Adotou-se então uma experiência de trabalho na jornada “2 por 3”, sendo 2 dias por semana onde cada pessoa se sente mais produtiva e 3 dias no escritório. “Na prática, o investimento foi de aproximadamente R﹩ 1,5milhão entre tecnologia, suporte e treinamento. Temos muita convicção de que dando aos nossos times mais autonomia, flexibilidade e qualidade de vida, os resultados serão potencializados”, reforça”, reforça Mota.

A ocupação e gestão tecnológica dos ambientes está sendo feita pela Netglobe. “Estamos vivenciando muito mais do que uma mudança de tecnologias, não é um ‘update’, mas sim uma mudança de experiência de trabalho. As pessoas precisam ser treinadas e os modelos repensados. O híbrido tem muitas nuances que exigem um intenso estudo de processos, integração das áreas de TI com o RH e Facilities e ainda com a área de negócios. Estudamos as rotinas individualizadas de cada função para determinar as melhores opções de tecnologias adequadas ao espaço em que cada pessoa está, ou poderá estar avaliando suas necessidades, seja no escritório ou onde se sentir mais produtivo. A facilidade de uso tanto virtualmente quanto presencial e o suporte operacional são extremamente necessários”, comenta Renato Batista, CEO da Netglobe.

Levar inovação e melhorias para apoiar um modelo de trabalho híbrido é um grande desafio. Para a Raízen, a transformação vai além do ambiente em si, alcançando a esfera dos relacionamentos humanos. “Prezamos pela qualidade de vida e saúde mental dos nossos times. Oferecemos a flexibilidade, mas também nos empenhamos em criar um ambiente de trabalho aconchegante e acolhedor dentro do próprio escritório. Aplicamos o conceito ‘home feeling’, que parte do princípio de que todos e todas devem se sentir em casa mesmo quando estiverem em nossos escritórios administrativos. Trouxemos também como novidade as estações de trabalho rotativas que precisam ser reservadas e espaços colaborativos que incentivam a troca e facilitam o trabalho em projeto. Agora, temos espaços priorizados por área para potencializar a criatividade dentro da nova experiência”, afirma Mota.

Tecnologia: mudanças no ambiente para o modelo híbrido de trabalho

A Netglobe atuou como consultora de tecnologia, auxiliando na definição dos equipamentos mais apropriados de videoconferência nos escritórios de acordo com as necessidades de cada sala de reunião. Além disso, também ajudou na preparação da infraestrutura, instalação e configuração dos equipamentos de videoconferência, analisando cada local e criando soluções personalizadas. A Raízen fez uma reforma completa nos ambientes para modernizar seus espaços, tornando-os mais acolhedores e adaptáveis às mudanças.

“Podemos dizer que aprendemos muito desde o início da pandemia. No cenário atual, nossa maior preocupação é a mudança de mindset, de crenças e de adaptação com as novas formas de trabalho. Juntamos a ciência e arte da arquitetura, como cor, espaços inteligentes, decoração, plantas entre outros detalhes, com a tecnologia e inovação, formando uma nova forma de viver em nossos escritórios. Com o novo modelo de trabalho remoto, os escritórios passarão a ser utilizados muito mais como espaço de colaboração e integração dos nossos times, para se encontrarem e interagirem”, comenta Fabio Mota.

O Teams é a ferramenta oficial de videoconferência da Raízen. Nos últimos meses, a média mensal foi de 125 mil reuniões realizadas e 680 mil chamadas entre colaboradores, totalizando 19 milhões de minutos de áudio, 12 milhões de minutos de vídeo e 4,5 milhões de minutos de compartilhamento de tela. Atualmente, cerca de 80% do uso do Teams é realizado pelos funcionários e funcionárias fora dos escritórios da Raízen (“anywhere office”). Nas salas menores foram instaladas câmeras de videoconferência Logitech MeetUp com speaker, com microfone embutido e microfone adicional, enquanto as salas maiores receberam câmera de videoconferência Logitech Rally Bar com speaker, microfones extras e Tablets.

O projeto faz parte de um programa maior de jornada do funcionário e funcionárias da Raízen, que inclui uma série de iniciativas contemplando soluções de conectividade, colaboração e aplicações que vão facilitar o dia a dia da equipe e melhorar a experiência no uso de soluções de tecnologia nos escritórios ou onde quer que estejam.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.