Parceria inédita proporciona maior segurança na tomada de decisões no agronegócio

Usando ciência de dados e modelos probabilísticos validados, solução desenvolvida pelas empresas Horiens e Agrymet oferece informações confiáveis sobre a produtividade esperada para a safra

Todos os dias, o agricultor brasileiro precisa lidar com uma série de variáveis capazes de influenciar seu negócio, da oscilação dos preços à variabilidade climática. Para ajudá-lo em sua tarefa de continuar produzindo e oferecer mais segurança na tomada de decisões em um cenário cada vez mais complexo, a Horiens e a Agrymet se uniram em uma parceria inédita que une ciência de dados e gestão de riscos.

Juntas, as empresas desenvolveram modelos probabilísticos validados e calibrados pela ciência capazes de prever as produtividades da próxima safra trazendo um mapeamento dos valores possíveis e quais as probabilidades de ocorrência destes valores. “As estimativas são baseadas em décadas de dados analisados por modelos de simulação e por profissionais experientes. A partir dessa análise, podem ser desenvolvidos seguros paramétricos agroclimáticos, potencializando a expertise acumulada durante anos pelas empresas, cada uma em sua área de atuação”, afirma José Bernardo de Medeiros, que lidera o projeto na Horiens.

Bárbara Sentelhas, da Agrymet, lembra que o clima é o principal risco da prática agrícola. “Não se consegue controlar grande parte fatores climáticos e isso faz com que o clima seja responsável pela maior incerteza no campo. Para conseguir entender os reais riscos relacionados ao agronegócio, é preciso entender o clima. Olhar para o passado é muito importante para tentar prever as probabilidades para o futuro.” Na opinião dela, os novos serviços oferecidos por meio da parceria são uma maneira de colocar o clima como aliado. “A agricultura sempre tem receio de chuvas em falta ou excesso, incêndios, geadas. Não vamos evitar esses eventos catastróficos, mas conseguimos entendê-los e ver a probabilidade de eles ocorrerem”, acrescenta.

Conforme explica Medeiros, compreender o clima é essencial para a diminuição da assimetria entre o segurador e o segurado. “Para a seguradora, que consegue diminuir os custos e colocar um produto melhor no mercado, e para o produtor, que consegue enxergar melhor os riscos e oportunidades”, destaca.

Essa união de expertises possibilitou a criação de um portfólio de aplicações, que vão do seguro paramétrico agroclimático e planejamento de safra a testes de hipóteses de cultivos e avaliações de eficiência de manejo. A consultoria e a aplicação das soluções são feitas de forma ágil por uma equipe dedicada. “A solução que estamos oferecendo é totalmente inovadora no mercado de seguros para o agronegócio.” Para Bárbara, outro aspecto importante é o impacto social. “Para nós, é muito gratificante ver isso se transformando em um modelo que seja útil para o mercado de seguros. Quanto

mais produtores fizerem o seguro agrícola, melhor é a saúde financeira do agronegócio como um todo, com mais crédito disponível e mais segurança para a execução das atividades”, completa.

As duas empresas têm experiências diferentes, mas que funcionam de forma complementar. A Agrymet é especialista em pesquisa científica e provisão de dados agrometeorológicos com mais de 30 anos de experiência em estudos na área. Já a Horiens tem uma trajetória de mais de 40 anos em consultoria para gestão de riscos e seguros para indústrias de diversos segmentos, incluindo o agronegócio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *