Unifeob doa galões de álcool em gel para Santa Casa.

O material é produzido nos Laboratórios Acadêmicos da instituição com insumos doados pela Abengoa

 

 

Por ser uma eficiente forma de eliminar o coronavírus, o uso constante de álcool em gel é recomendado por todos os especialistas e organizações de saúde para evitar contaminação. Isso gerou uma alta procura pelo desinfetante, cuja produção chegou a aumentar em até 6.500% nas indústrias desde o começo da pandemia para suprir a demanda. Para contribuir com a comunidade, a Unifeob doou 72 litros do produto para a Santa Casa de Misericórdia “Dona Carolina Malheiros” na tarde da última sexta-feira (28 de agosto).

 

 

“É um grande auxílio, por sermos um hospital público que passa por necessidades”, afirma o responsável pelo Almoxarifado da Santa Casa, Rodrigo Belizário. Ele explica que a ação foi bem-vinda principalmente porque o estoque estava baixo e são consumidos em média seis galões por semana. “O álcool em gel é um dos produtos que estão mais sendo utilizados. Para a gente ajuda bastante por ser doação”.

 

 

Produção própria

 

 

A fabricação do álcool em gel começou em agosto nos Laboratórios Acadêmicos do Campus Mantiqueira da Unifeob. A equipe responsável é formada pelos colaboradores Alexandre Rosa, Noel Morgado Jr. e Daniele Tonon. “A intenção é produzir pelo menos 100 litros de álcool em gel por semana e doar para a Santa Casa como forma de agradecimento e retribuição por tudo que essa entidade faz pela população”, declara Daniele, docente do curso de Química.

 

 

Todo o processo foi previamente validado pela Vigilância Sanitária. “Estaremos contribuindo da forma que podemos para os profissionais da linha de frente e também para os pacientes nas dependências do hospital”, explica. A meta é otimizar a produção para doar também para unidades básicas de saúde (UBS) e organizações da sociedade civil (OSC).

 

 

Doação da Abengoa

 

 

A matéria-prima foi fornecida pela produtora de biocombustível Abengoa Bioenergia – São João da Boa Vista, que gentilmente doou 5 mil litros de etanol. A Unifeob ficou encarregada da compra dos demais insumos, infraestrutura, mão-de-obra e distribuição. Quem fez o intermédio foi o ex-aluno de Química, Alexandre Vitor Ferreira. Formado em 2018, hoje é analista de laboratório da Abengoa e está muito feliz por saber que a empresa sucroalcooleira em que trabalha visa o melhor para todos da região. Ele explicou a proposta para seus superiores, que entraram em contato com o Centro Universitário.

 

 

“É de extrema importância, em momentos pandêmicos como esse, sermos, acima de tudo, solidários. Quando fui notificado de que a Unifeob estava à procura de álcool etílico para produzir álcool em gel, não pensei duas vezes para colaborar”, conta Alexandre, que cita Franz Kafka e Madre Teresa de Calcutá para reforçar o ato de caridade. “A solidariedade é o sentimento que melhor expressa o respeito pela dignidade humana; eu sei que o meu trabalho é uma gota no oceano, mas sem ele o oceano seria menor”.

 

 

Máscaras, testes, lives beneficentes e informação

 

 

Entre as diversas ações de colaboração com estudantes, colaboradores e comunidade externa durante a pandemia, a Unifeob cedeu sua estrutura para a produção de máscaras descartáveis e face shields; transmitiu lives beneficentes para arrecadar fundos, alimentos e produtos de limpeza para entidades assistenciais; criou páginas de orientações sobre o coronavírus, saúde e práticas de bem-estar geridas pelos cursos da Escola do Bem-Estar; e uma de suas docentes intermediou a vinda de 200 testes rápidos de coronavírus para a região. “A intenção é ajudar o maior número de pessoas possível. Se cada um fizer sua parte, sairemos dessa situação muito mais fortalecidos. Esse é o espírito Unifeob”, ressalta Daniele