Polícia Ambiental de Costa Rica autua arrendatário por incêndio em 450 hectares de leiras de restos de palhadas

 

 

 

 

A Polícia Militar Ambiental autuou ontem (13) um arrendatário de uma fazenda por incêndio. Os Policiais Militares Ambientais que trabalham na operação Focus foram acionados na noite do dia 11 em razão do incêndio provocado pelo arrendatário, no município de Chapadão do Sul. A equipe foi à noite ao local acompanhar a ocorrência e passou o dia de ontem e hoje (13) fazendo levantamentos da área afetada.

 

 

O fogo que ganhou grandes proporções é resultado de uma queima que um arrendatário da fazenda realizou para limpeza de palhada grossa de lavoura que estava em leiras e apresentou uma licença ambiental para queimada controlada sem valor legal. A licença não tem valor porque no Estado, neste período mais seco, a Portaria do IMASUL nº 797, de 24 de junho de 2020 suspendeu as Autorizações Ambientais de queima controlada pelo prazo de 180 (cento e oitenta). Além disso, um Decreto Federal também proibiu a queima controlada até novembro e o arrendatário sabia da suspensão.

 

 

Os Policiais mediram a área queimada com uso de GPS que totalizou 450 hectares. As atividades foram interditadas na área e o infrator (59), residente em Chapadão do Sul, foi autuado administrativamente e foi multado em R$ 450.000,00.