Nova tecnologia:

Nos quatro dias de Feira, a Reunion Engenharia recebeu em seu estande dezenas de visitantes profissionais do setor para conhecer de perto a mais nova tecnologia para aproveitamento da palha em caldeira desenvolvida para a queima de combustíveis corrosivos. O sistema de alta performance, com alimentação da palha diretamente em fardos, possibilita a alimentação de múltiplos combustíveis. Já existem 90 plantas instaladas ao redor do globo que comprovam o grande potencial da tecnologia DP Cleantech, empresa dinamarquesa, parceira da Reunion. O gerente comercial da DP Cleantech, João Santos, que participou pela primeira vez e fez presença no estande todos os dias, achou o evento muito animado e encontrou pessoas muito bem-dispostas. Ele observou que muitos visitantes são clientes habituais da Feira e usam a Fenasucro para reestabelecer contatos com clientes, parceiros e empregadores, tanto que era nítido o envolvimento pessoal de longa data. O que para ele, isso dá um gosto especial ao evento, pois demonstra clima de confraternização. Em termos de tecnologia, João Santos disse que existem novas soluções a serem apresentadas. “O nível de automação nos equipamentos está aumentando e, isso, é bom sinal pois melhora bastante a eficiência do processo. Em termos de produção de energia, utilização direta de fardos de palha em caldeira e resistência a corrosão, sem dúvida, esta foi a mais sofisticada e consistente solução que a Reunion Engenharia e a DPCT trouxeram para a Fenasucro”, confessou. Segundo o gerente da DPCT, todos os dias o estande recebeu clientes potenciais, desde donos de usinas a grandes geradores de eletricidade, bem como grupos de universidades e fornecedores mostrando os seus produtos.
 Momentos de negócios no estande da Reunion            Tercio Dalla Vecchia e Jorge Scaff, diretores.                                                                  
Ciclo de Palestras – ‘Caldeiras adequadas para mistura de palha de cana e bagaço, palha pura’ e ‘Estruturação de Projetos de Engenharia, Modelos de Contratação e Novas Tecnologias’ foram temas das palestras ministradas pelos diretores e engenheiros da Reunion e também pelo responsável da empresa dinamarquesa. Diferentemente de outros anos, a Reunion teve uma presença e abordagem mais técnica por meio de palestras no Seminário Industrial da STAB. “Foram quatro horas de seminário com intensa participação dos convidados onde foram esclarecidos os tipos usuais de projetos de engenharia (FEL 1 – conceitual, FEL 2 – básico e FEL 3 – básico avançado) versus os tipos de contratações (Gerenciamento próprio, EPC, EPCm, EP + EPC), entre outros”, lembrou Jorge Scaff, diretor da Reunion. “Não se ouvia uma mosca no auditório do Pavilhão, de tão concentradas que as pessoas estavam”, observou o gerente João Santos. Durante o Seminário, mais de 130 pessoas estavam na plateia. Depois das palestras, a Reunion recebeu muitas visitas no estande, inclusive de representantes da América do Sul. “Esta parceria criou um buzz bastante forte tanto dentro como fora da Feira”, disse. Energia Solar Fotovoltaica – A sensação no estande foi além das caldeiras de palha. Energia FV é uma realidade e veio para dominar; tanto que foi a modalidade mais instalada em 2016 em todo o mundo. A sinergia usina sucroenergética versus usina solar é bastante positiva e atrativa para os investidores diante do baixo tempo de retorno e boa taxa interna de retorno. A recente parceria entre a Reunion e as empresas Solstício Energia e Solar Tech Inenergy deu um toque especial, principalmente quando se diz que Energia solar é excelente ferramenta para relações institucionais, traz redução de tarifas para clientes A4 (atendimento de 2,3 kV a 44 kV) e B1/B3 (residencial e com potência máxima de 75 kW), bem como estabilidade de despesas com energia por 25 anos.  Os diretores da Reunion resumiram a Feira como sendo uma Festa, afinal o principal objetivo de participar todo ano é que os clientes vão até o estande para se confraternizarem e fazerem network. “Estamos felizes com o progresso do evento. A nova tecnologia foi a sensação da Feira e, seguramente, vamos instalar uma delas em breve. Assim como a energia solar através da integração com a energia das usinas; este é nosso objetivo”, disse o CEO Tercio Dalla Vecchia.