Locomotiva 9208 é a nova integrante do Museu de Logística da Esalq.

 

 

Chegada em Piracicaba aconteceu no domingo, 16 de agosto de 2020

 

 

Já está na área do Museu de Logística “Luiz de Queiroz” o maior item do acervo até o momento: a locomotiva 9208, fabricada pela GE, modelo C-30, ano 1978, que foi doada ao projeto pela Rumo Logística através do Programa Parceiros da ESALQ. A última etapa do deslocamento de Araraquara a Piracicaba foi realizada na manhã de domingo (16). O descarregamento para o trecho de 35 metros de trilhos e dormentes onde a locomotiva ficará exposta deve acontecer na próxima terça (18).

 

 

 

A operação começou no dia 31 de julho e exigiu um grande aparato logístico, com a utilização de uma linha de 10 eixos e batedores, seguindo procedimentos de segurança para trafegar pelas rodovias e fazer as travessias nas cidades. A distância de 140km, feita tradicionalmente pela Rodovia Washington Luiz, quase dobrou em função do trajeto alternativo que passou por Jaú e Barra Bonita, que utilizou longos trechos de estradas não pavimentadas e desvios. Quando em movimento, a velocidade média do comboio não passava dos 30 km/h.

 

 

 

Vitor Pires Vencovsky, coordenador do Museu ressalta que “a chegada da locomotiva é um motivo de grande alegria, pois o trem voltou à Piracicaba depois de décadas”. A cidade sempre teve uma relação muito importante com as ferrovias nos séculos XIX e XX. Além das duas ferrovias mais conhecidas, a Sorocabana e a Companhia Paulista, Piracicaba chegou a contar com três linhas de bonde, duas linhas dedicadas ao transporte de cana-de-açúcar, uma na Usina Monte Alegre e outra no Engenho Central, e o porto João Alfredo, no distrito de Ártemis, com pera ferroviária e estrutura para realizar o transbordo das cargas no rio Piracicaba. Vencovsky também destaca que nas oficinas da Usina Monte Alegre foi construída a primeira locomotiva a vapor do país, a Dona Joaninha, pelo entusiasta piracicabano da mecânica João Bottene. Aliás, várias locomotivas foram construídas na cidade, inclusive movidas à álcool.

 

 

 

A partir do recebimento da locomotiva, o Museu passará por ajustes finais em suas estruturas, com a construção de passarelas, rampas e grades de proteção, para ser inaugurado e poder receber visitantes.

 

 

 

Saiba mais sobre o Museu da Logística “Luiz de Queiroz” em https://esalqlog.esalq.usp.br/museu-da-logistica