Manejo da cana: operação de corte de soqueira com precursores hormonais é essencial para a revitalização do sistema radicular.

 

 

O Brasil é o maior produtor mundial de cana-de-açúcar, atividade com grande importância para o agronegócio brasileiro. Lucas Manfrin, Técnico de Desenvolvimento de Mercado da BRANDT do Brasil, lembra que de acordo com as informações da Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), a estimativa é de pouco mais de 8.4 milhões de hectares de cana para a safra 20/21. E o aumento da demanda mundial por etanol oriundo de fontes renováveis e açúcar, aliado às grandes áreas cultiváveis e condições edafoclimáticas favoráveis à cana-de-açúcar, tornam o Brasil um país promissor para a exportação dessa commodity. 

 

 

Além disso, de acordo com a União da Indústria de Cana-de-Açúcar (ÚNICA), a cultura está presente em 1,2% do território nacional, concentrada principalmente em estados do Centro-Sul e Nordeste e envolve 70 mil produtores, gerando emprego, renda e desenvolvimento em cerca de 30% dos munícipios brasileiros.

 

 

O Técnico de Desenvolvimento de Mercado da BRANDT destaca que neste universo sucroenergético, a cada ano, o controle de pragas exige mais energia e eficiência. Dessa forma, a operação de corte de soqueira para aplicação de inseticida para o controle de algumas importantes pragas de solo tem sido fundamental e ganhou espaço definitivo no manejo.

 

 

“Aproveitando essa operação, entram os bioestimulantes e enraizadores, sendo criada uma oportunidade de maximizar o manejo varietal, tendo em vista a interação de genótipos e longevidade da cultura, o que proporciona aumentos quantitativos e qualitativos na produção”, diz Manfrin.

 

 

A operação deve começar entre 15 e 60 dias após a colheita, sendo considerada esta uma fase de início do perfilhamento e formação da touceira. De acordo com Lucas Manfrin, esse períodoé regulado por hormônios e resulta no crescimento de brotos que seguem em direção à superfície. “Esse momento é muito importante, visto que a formação do sistema radicular da touceira é resultado do desenvolvimento das raízes de cada perfilho”.

 

 

Dessa forma, além de grande responsabilidade, há oportunidade no fornecimento de energia, elementos nutricionais e hormônios de crescimento para armazenamento energético e utilização no desenvolvimento rápido da planta.

 

 

A BRANDT, uma das maiores fornecedoras de fertilizantes foliares do mundo, aproveita essa oportunidade na geração de produtividade e oferece aos produtores duas importantes tecnologias: BRANDT Plant Start, potente precursor hormonal, que estimula a planta a

 

 

hormônios com menor gasto energético, além de uma cadeia completa de aminoácidos livres para pronta assimilação ajudando no enraizamento rápido das plantas. A solução também fornece 364,5g/l de P2O5, além de N e K.

E BRANDT Completo, complexo nutricional de macros e micros, juntamente com precursores de enzimas e proteínas, garantindo absorção com baixo gasto energético e grande suporte no perfilhamento, evitando mortalidade de plantas por estresse causado por fatores bióticos e abióticos e preservando a seleção natural delas.