Leilão da MS-306 acontece nesta quinta-feira (5) na Bolsa de Valores de São Paulo.

A primeira concessão deve abrir o mercado para outros projetos do Estado dentro de modelo de Parceria Público- Privada (PPP)

Governador Reinaldo Azambuja vai acompanhar nesta quinta-feira (5.12), na Bolsa de Valores de São Paulo, a sessão pública da concessão à iniciativa privada da rodovia MS-306. Localizada em polo de integração comercial entre MS, MT, SP, GO e MG,  rota de escoamento de produção de açúcar, álcool, algodão, soja e milho, o investimento nos 220 quilômetros de rodovia é importante para o agronegócio. 

De acordo com o governador Reinaldo Azambuja, após definido o vencedor do leilão, a expectativa é de que o contrato seja assinado até fevereiro de 2020 o então as obras tenham início. Serão injetados R$ 1,7 bilhão na estrada nos próximos cinco anos, melhorando o ir e vir das pessoas, além de abrir caminho para a concessão de outras rodovias e também para Parcerias Público-Privadas (PPPs). 

“Estamos extremamente otimistas. Vamos aguardar a realização do leilão. Que a gente possa ter sucesso. Primeiro, de poder transferir à iniciativa privada aquela rodovia, porque serão investidos diretamente mais de R$ 1 bilhão em uma rodovia, toda ela modernizada, melhorar segurança, melhoria de tráfego e principalmente o ir e vir das pessoas. É a primeira concessão de rodovia de outras que virão”, disse.

Segundo Eduardo Riedel, secretário estadual de Governo e Gestão Estratégica que acompanha o governador no leilão, explicou que a modelagem da concessão apresentada ao mercado garante os investimentos integrais previstos para a rodovia, no valor de R$ 1,7 bilhão, no prazo de 30 anos, sem que haja riscos de não cumprimento do contrato. “O governo tomou muito cuidado em apresentar um projeto bem estruturado para oferecer um bom serviço ao usuário e à sociedade”, destacou.

A concessão da Rodovia MS-306 representará a primeira concessão rodoviária de Mato Grosso do Sul, acelerando os investimentos nessa importante rota de escoamento da produção e garantindo melhores condições de trafegabilidade e segurança aos seus usuários.

A presente concorrência adotará o critério de julgamento de maior oferta. A sessão pública ocorrerá nesta quinta-feira (5), às 10 horas, na B3 – Brasil, Bolsa, Balcão.

Beatricce Bruno –Subcom
Foto: Arquivo Subcom