Governo de MS revitaliza estrada rural que recebe até 100 caminhões por dia na época da colheita em Maracaju.

 

 

Caminhoneiros e agricultores que trabalham em Maracaju viram, em menos de um ano, a transformação da estrada rural que dá acesso ao complexo de armazéns de grãos da cidade. Localizada na entrada do município, a via que liga a MS-162 às empresas ADM do Brasil, Cargill e Granja Noroeste foi totalmente revitalizada pelo Governo do Estado.

Investimentos de R$ 5,4 milhões garantiram a obra em um trecho de 2,5 km de extensão – 800 metros de recuperação de pavimento e 1,7 km de implantação da estrada. Dessa forma, o que antes era barro e poeira deu lugar ao asfalto sinalizado, com mais segurança e conforto para motoristas e outros usuários do trânsito.

Maracaju é o município que mais produz soja em Mato Grosso do Sul. Só na safra passada (2018/2019) foram produzidas 817,7 mil toneladas da oleaginosa em uma área cultivada de 294,2 mil hectares, conforme dados do Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio (Siga MS).

Caminhoneiros enfrentavam dificuldades para utilizar a estrada antes da revitalização.

“Na época da colheita uma fila de até 100 caminhões por dia fica na estrada para descarregar. Como a largura (da estrada) era pequena, dificultava a passagem de quem precisava ir e voltar”, diz o agricultor Celso Luiz Villani.

Morador de Maracaju, ele avalia a recuperação do trecho como “um belo investimento que traz bons resultados” para o setor do agronegócio e para os trabalhadores das empresas da região. “Facilita para quem precisa entregar e descarregar a produção nos armazéns”, completa o produtor.

Lançada em maio de 2019 pelo governador Reinaldo Azambuja, durante a Festa da Linguiça de Maracaju, a obra está em fase final e deve ser entregue nas próximas semanas pelo Governo. A iniciativa ainda atende pedido antigo de caminhoneiros e agricultores da cidade.

Bruno Chaves (Subcom)

Fotos: Chico Ribeiro