Funcionando de forma especial, fabricante de motores busca atender às demandas na saúde e na indústria.

A Hercules mantém seus esforços na produção de motores necessários para segmentos importantes, como hospitais, setor agrícola, indústria de alimentos, supermercados, residências, equipamentos e saneamento básico.

 

 

Diante do cenário da pandemia do coronavírus (COVID-19), algumas empresas e serviços se tornam essenciais para a sociedade e, por isso, buscam formas de se manterem em funcionamento, mesmo diante do já propagado afastamento social e fechamento de grande parte das companhias. “A Hercules Motores Elétricos vem reforçando todas as medidas de proteção para preservar a integridade de nossos colaboradores. Trabalhando em capacidade reduzida, antecipamos a liberação do grupo de risco e colaboradores de áreas indiretas em home office.

 

 

Isso porque a nossa produção de motores é necessária para segmentos importantes, como hospitais, setor agrícola, indústria de alimentos, supermercados, residências, equipamentos e saneamento básico”, explica Drauzio Menezes, diretor da corporação.

 

 



A companhia forneceu recentemente uma série de motores especiais para uma empresa de dutos de ventilação, que produziu equipamentos para uma obra emergencial, de um hospital do estado do Rio de Janeiro, desenvolvida com o objetivo de ampliar o atendimento neste momento de assistência aos infectados.

 

 

Segundo o diretor da Hercules, a planta fabril da empresa — localizada em Timbó/Santa Catarina — mantém suas atividades em operação seguindo todas as regras e diretrizes do Ministério da Saúde, e para essa produção de emergência destinada ao hospital, tiveram que trabalhar além dos horários e dias normais de produção. “De toda nossa produção diária, estamos focando especialmente nos motores destinados ao segmento de saúde hospitalar — como os compressores e bombas de vácuo sem óleo, tais como: aspiradores, inaladores hospitalares, ventiladores pulmonares etc. —, que são fundamentais diante deste cenário atual de pandemia.”

 

 

Esses equipamentos são essenciais, principalmente para quem possui doenças pulmonares, bronquites, bronquiolite, pneumonia, entre outros problemas, sendo uma ferramenta importante para o aperfeiçoamento respiratório dos grupos de risco — que estão mais suscetíveis a pegar a COVID-19 —, como idosos, asmáticos, fumantes, pessoas com doenças pulmonares, entre outros.

 

 

Menezes explica que esses motores são utilizados por inúmeras marcas da área de saúde: “Com baixo consumo de energia, enrolados em fio de cobre, que garante maior vida útil e confiabilidade. Somos a única fabricante que dá dois anos de garantia em seus produtos”.