Evento:

As fontes de mercado para o financiamento do agronegócio serão tema de um dos três painéis do Agro em Questão, evento que será promovido pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) no dia 1º de fevereiro, em Brasília.
 
O painel vai apresentar fontes alternativas de recursos para o setor e demonstrar a estruturação de operações realizadas no mercado de capitais – com foco nos médios produtores -, os custos envolvidos nessas operações e o potencial de investimentos no setor provenientes de fundos internacionais.
 
O economista e sócio da Ecoagro Securitizadora, Moacir Teixeira, será um dos palestrantes do debate. Ele vai abordar os novos instrumentos disponíveis para auxiliar produtores dentro do cenário de crescimento e expansão do agronegócio brasileiro. Teixeira também mostrará o potencial e a quantidade de dinheiro disponível no mercado de capitais internacional para financiamento do setor.
 
“Não é substituir e, sim, agregar algo. Mas para que os produtores possam acessar essas ferramentas é necessário melhorar a gestão e as informações repassadas aos agentes financeiros. Por outro lado, o Governo precisa definir regras claras e transparentes para que esses recursos possam vir para o Brasil”, afirmou.
 
Na opinião dele, o agronegócio é uma atividade que tem ciclos bem definidos e exige capital intensivo em todos eles, ou seja, o financiamento precisa ser adequado às etapas da produção. Hoje, os pequenos e médios produtores – responsáveis por 70% dos alimentos produzidos no País – são os que mais têm dificuldades em acessar recursos.
 
“Precisamos melhorar a alocação de investimentos. O Brasil nunca teve a criação de novas fontes, títulos, com foco nos pequenos e médios produtores. Nunca tivemos um plano de longo prazo, com estratégias, para a agricultura brasileira. Agora é o momento exato de mudarmos esse processo”, disse Teixeira.
 
Os outros palestrantes do painel são o diretor de Agronegócios do Banco Santander, Carlos Aguiar; a gerente de relacionamento para o Brasil da Climate Bonds Initiative, Thatyanne Gasparotto; e o diretor da B3, Carlos Ratto. A mediação será feita pelo jornalista João Borges.
 
 
Completam a programação do evento os painéis Panorama do Financiamento para o Agronegócio – visão do produtor e Visão do Governo sobre o Financiamento para o Agronegócio.
 
O Agro em Questão também contará com a presença do presidente da CNA, João Martins; do ministro da Agricultura Blairo Maggi; do presidente da Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), Márcio Lopes de Freitas; da deputada federal Tereza Cristina e da secretária do Tesouro Nacional, Ana Paula Vescovi, além de outras autoridades e lideranças do setor.