Energia Limpa:

A equipe do Senai Empresa apresentou, na noite desta terça-feira (15/08), no auditório do Senai de Dourados, o projeto “Sistemas Fotovoltaicos”, que integra o PSGE (Programa Senai de Gestão Energética) e marca a inserção da instituição no mercado da energia limpa, aos empresários do município e região. O 2º vice-presidente regional da Fiems, Sidnei Pitteri Camacho, que representou o presidente Sérgio Longen no evento, destacou que o Senai está sempre na vanguarda de novas tecnologias e de novas ideias para o desenvolvimento industrial.
 
“A energia fotovoltaica é uma inovação. É um fator decisivo na formulação de preço final, na economia e, principalmente, em um momento de crise energética. Vemos isso com um olhar muito positivo e marcamos a posição da Fiems no intuito de criar condições para o desenvolvimento da indústria de Mato Grosso do Sul”, declarou Sidnei Pitteri.
 
Já o gerente do Senai Empresa, Rodolpho Caesar Mangialardo, reforça que muitos empresários têm se entusiasmado com a possibilidade da nova tecnologia e apresentar o projeto diretamente nos municípios passa mais credibilidade. “Em razão da crise que estamos vivendo, se as pessoas puderem investir, precisa ser em uma condição certeira. E essa condição é diferenciada porque o retorno é certo, com uma economia de aproximadamente 90% na conta de energia elétrica. Com isso reduzem-se os cursos e aumenta-se a competitividade. Queremos trazer essa tecnologia para todo Mato Grosso do Sul”, afirmou.
 
Na avaliação do gerente do Senai de Dourados, Yashi Sakamoto de Miranda, o evento é fundamental para apresentar um projeto que contribui com a redução de custos e, consequentemente, aumento da competitividade das empresas. “Dourados é uma cidade que está crescendo e tem uma atividade industrial forte, em torno de 900 indústrias que temos aqui no município. É muito importante um trabalho coo esse para ajudar os empresários num momento em que reduzir os custos é fundamental. Com o apoio do Banco do Brasil e linha de crédito do FCO, acredito que tudo converge ao nosso favor”, reforçou.
 
O superintendente-regional do Banco do Brasil em Dourados, Adriano Boigues, reforçou que a parceria com o Senai é fundamental na divulgação do projeto e da viabilidade econômica. “Com isso, já percebemos vários empresários interessados no projeto e que têm nos procurado”, disse. A gerente regional do Sebrae/MS em Dourados, Flávia Rosa Santos Silva, comentou sobre a experiência que o Senai tem proporcionado às indústrias, lançando novos produtos para as empresas que buscam mais competitividade. “Hoje, pelo nosso cenário econômico, empresas têm buscado redução de custos. Energia está muito cara para as indústrias e agora elas têm a oportunidade de buscar alternativas para reduzir esses custos”, disse.
 
Interessados
Segundo o gestor de controladoria da rede de supermercados ABV, Bruno Chastel Mariano, a empresa tem interesse em adquirir a tecnologia de energia fotovoltaica. “Primeiro precisaremos fazer uma análise financeira para confirmar o índice de viabilidade financeira do investimento, mas é uma tecnologia que traz interesse para empresa para redução de despesas. Os benefícios que a tecnologia traz é um dos maiores focos que temos”, pontuou.
 
Já o gestor de biomassa da Bunge, Vagner Feitosa, elogiou o evento promovido pelo Senai. “Acho que foi uma palestra muito sucinta e explanou os pontos que temos interesses. É uma necessidade do futuro ser sustentável e ecologicamente correto. Temos interesse em já viabilizar em breve a energia fotovoltaica na nossa unidade aqui em Dourados”, disse.
 
Ao fim da palestra, o Senai Empresa ofereceu uma simulação para ver a viabilidade da redução do valor da conta de energia. Um dos interessados foi o engenheiro de energia da Usina São Franciso, Luiz Paulo Marcondes. “É uma área que eu já conheço e tenho bastante interesse. A usina já é autossuficiente na geração de energia, mas eu vim aqui para ver a viabilidade para a minha casa mesmo”, finalizou.