Encontros Setoriais:

A Biosul (Associação dos Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul) promove, nesta segunda-feira (20/03), às 19h30, no Edifício Casa da Indústria, em Campo Grande (MS), a 5ª rodada dos “Encontros Setoriais da Indústria – Compromisso com o Desenvolvimento”. O evento encerra uma série de encontros realizados pelos principais sindicatos das indústrias do Estado com o objetivo de debater as melhores estratégias e alternativas para enfrentar as ameaças ao setor no Estado em meio à crise econômica.
 
Durante esses eventos, os empresários tiveram a oportunidade de debater a geração de empregos e o aumento da produção, mantendo a competitividade das suas indústrias, além de discutir temas de interesse de cada segmento, tais como os caminhos para enfrentar os novos desafios, empregos e produção como base da economia, a crise e as ameaças para a indústria e produção e emprego e competitividade em risco.
 
A primeira rodada dos “Encontros Setoriais da Indústria – Compromisso com o Desenvolvimento” foi realizada no dia 13 de fevereiro, a segunda no dia 20 de fevereiro, a terceira no dia 6 de março, a quarta no dia 13 de março, e a quinta e última será nesta segunda-feira (20/03), sempre no período noturno, a partir das 19h30, no Edifício Casa da Indústria. Os eventos são organizados pelo Sindivest/MS, Sindigraf/MS, Sindical/MS, Sinduscon/MS, Sindicer/MS, Siams, Simemae/MS, Sindepan/MS, Sindmad/MS, Sicadems, Silems, Sindiplast/MS, Sindiecol e Biosul e para participar basta comparecer ao local na hora e na data marcada.
 
Segmento sucroenergético
 
Para o presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, os encontros setoriais cumprem o importante papel de demonstrar a união dos diversos segmentos industriais por meio da Fiems. “No caso específico do segmento sucroenergético, é o momento de contar um pouco da nossa história e das nossas perspectivas, apesar de todas as dificuldades que estamos enfrentando”, analisou.
 
Roberto Hollanda destaca ainda a relevância da parceria com os sindicatos laborais. “Empresários e trabalhadores precisam se unir para impedir novos cortes que acabam por prejudicar a sociedade como um todo. Nossa voz será ampliada e nossa força será demonstrada durante o evento da próxima segunda-feira”, reforçou.