Economia de Mato Grosso do Sul tem a 6ª maior taxa de crescimento no país.

A economia de Mato Grosso do Sul cresceu 4,9% no ano de 2017, de acordo com o resultado do Produto Interno Bruto (PIB), divulgado oficialmente nesta quinta-feira (14) pela Semagro (Secretaria de Estado do Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), em parceria com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É a sexta maior taxa de crescimento do PIB entre as Unidades da Federação e a segunda no Centro-Oeste.

“Esse crescimento do PIB de Mato Grosso do Sul já nos mostra resultado da política de desenvolvimento econômico implantada pelo Governo do Estado na gestão do governador Reinaldo Azambuja. O setor que mais contribuiu para esse aumento foi o da agropecuária, com 25% de participação no índice geral. Na produção de grãos, como milho e soja, fomentamos o investimento em modernização e ciência e tecnologia, gerando aumento de produtividade e maior valor agregado. As contas do PIB também mostram avanço expressivo na suinocultura e avicultura, com ampliação de granjas para atender as indústrias do setor; na piscicultura, com o avanço da tilápia e no setor de florestas, em função da instalação de mais uma linha de produção de celulose, em agosto de 2017”, comenta o secretário Jaime Verruck, da Semagro.

De acordo com o relatório Contas Regionais – PIB MS 2017, elaborado pela Coordenadoria de Economia e Estatística da Semagro, o valor do Produto Interno Bruto de Mato Grosso do Sul gerado em 2017 está estimado em R$ 96.372.195.278,73 (noventa e seis bilhões, trezentos e setenta e dois milhões, cento e noventa e cinco mil e duzentos e setenta e oito reais), resultando em um PIB per capita de R$ 35.520,45 sendo o oitavo maior valor per capita entre os demais estados.

“O Produto Interno Bruto representa a quantificação em valores da produção de bens e serviços em um espaço temporal, fruto do desempenho das atividades econômicas por meio da utilização de recursos produtivos disponíveis. O cálculo do PIB tem o objetivo de avaliar as taxas de crescimento global e setorial da economia, apresentar a composição das principais contas de produção na formação de riqueza, mostrar o PIB per capita resultante no período considerado e os agregados macroeconômicos por setores de atividades”, explica Eliandres Saldanha, da Coordenadoria de Economia e Estatística da Semagro.

Segundo ele, “os resultados mostram que a participação dos setores econômicos na composição do PIB/MS em 2017 está assim distribuída, o Setor Terciário que é constituído pelas atividades  do Comércio e Serviços, mantém-se com a maior contribuição, representando 60,33% no valor adicionado da economia, seguido pelo setor secundário onde estão as atividades industriais pesando 22,10%, já atividade agropecuária apresentou uma contribuição de 17,60% na formação do valor adicionado pela economia estadual naquele ano, tendo reduzindo sua contribuição no PIB Sul-mato-grossense que foi de 19,6% no ano de 2016 em função da redução de preços observado principalmente nas culturas do milho e soja”.

Quadro demonstrativo da evolução da participação dos setores de atividades na composição do PIB/MS          

Em %

AnosSetores de Atividades
PrimárioSecundárioTerciário
201217,7022,5459,75
201317,7122,1060,19
201417,3321,6361,04
201518,3622,0359,61
201619,2622,5958,15
201717,6022,1060,33

Fonte: IBGE/CONAC,SEMAGRO-MS

A perda de participação do Setor Primário se explica principalmente pelas dificuldades de mercado que o setor agropecuário enfrentou naquele ano, mais especificamente com retração de preços dos principais produtos agrícolas recebidos pelos produtores, com destaque para a perda de preços estimado em 47% no milho e 12,0% na soja, considerando a variação dos preços médios de 2016 para 2017, vis a vis o comportamento dos preços dos principais insumos como fertilizantes, calcário, adubos ,combustíveis e os defensivos que se mantiveram próximos da estabilidade ou tiveram algum aumento de preço. 

Evolução das principais culturas agrícolas de MS – 2012-2017

Ano201220132014201520162017
Produção (t)11.548.99913.703.36314.940.95117.376.79413.699.79319.266.257
Área colhida (ha)  3.245.218   3.646.994  3.871.207   4.139.452  4.195.843  4.567.105
Produtividade (kg/ha)  3.558,77   3.757,44  3.859,51    4.197,85   3.265,09   4.218,48
Preço médio R$ 1,0 por (ton)531,657520,310570,481577,803818,106592,872

Fonte: Pesquisa da Agricultura Municipal – PAM/IBGE
Nota: inclui: algodão, soja, sorgo, milho, arroz, trigo e feijão

Quadro comparativo da contribuição dos setores econômico na composição do Produto Interno Bruto do Brasil e de Mato Grosso do Sul.                                 

Em %

AnosSetor PrimárioSetor SecundárioSetor terciário
BrasilMSBrasilMSBrasilMS
20124,9017,7026,0322,5469,0759,75
20135,2817,7124,8522,1069,8760,19
20145,0317,3323,7921,6371,1861,04
20155,0218,3622,5122,0372,4659,61
20165,6619,2621,2322,5973,1158,15
20175,3417,6021,1122,1073,5560,33

Fonte: IBGE/CONAC, SEMAGRO/MS

A perda de participação do setor primário já observado no PIB de Mato Grosso do Sul em 2017 se repete no contexto nacional, evidenciando o mesmo cenário de dificuldade de comercialização e preço em nível nacional, o mesmo comportamento se observa nas atividades industriais que apresentam dificuldade em ampliar sua participação dentro  da economia, restando elevada participação ao setor terciário que tem o maior valor agregado por contemplar um variado e diversificando conjunto de atividades que na média têm uma relação CI/VBP inferior aos demais setores.

Taxa de crescimento real por setor de atividade e na economia global ao longo dos anos 2012 a 2017.

AnosSetor PrimárioSetor SecundárioSetor TerciárioP I B
Variação Anual (%)Variação Anual (%)VariaçãoAnual (%)Variação Anual (%)
20128,1114,256,0910,08-8,2824,986,717,06-0,71-4,370,241,474,744,032,61-1,59-1,510,036,006,602,62-0,27-2,634,88
2013
2014
2015
2016
2017

Fonte: IBGE/CONAC, SEMAGRO/MS

O desempenho de 4,9% alcançado pelo PIB/MS em 2017 é fruto do bom resultado obtido pela agricultura estadual, com pequena contribuição da indústria, já o setor terciário com baixo desempenho mostra tendência de lenta recuperação evoluindo do nível de queda obtido nos dois anos anteriores como mostra o quadro acima,

No período de 2012 a 2017 o PIB estadual obteve uma evolução média de 2,9% ao ano, com resultados negativos nos anos de 2015 e 2016, a maior contribuição vem do setor primário com crescimento médio de 9,2% na agropecuária, o setor secundário apresentou segunda melhor contribuição crescendo a uma taxa média de 1,7%, a maior dificuldade vem sendo apresentado pelo setor terciário que é formado pelas atividades de comércio e serviços que obteve uma taxa média de 1,4%.

Resultados série para o PIB de Mato Grosso do Sul – 2012 a 2017
PIB/MS e PIB per capita

Anos201220132014201520162017
PIB R$ milhões62.013,2069.203,2078.950,1383.082,5591.892,2996.372,20
PIB per capita R$ 1,0024.754,9026.747,5930.137,5831.337,3034.257,6735.520,45

Fonte: IBGE/CONAC, SEMAGRO/MS

Taxa de crescimento do PIB                                                                                   

Em %

Anos201220132014201520162017
Mato Grosso do Sul6,006,602,62-0,27-2,634,88
Brasil1,923,000,50-3,55-3,281,32

Fonte: IBGE/CONAC, SEMAGRO/MS

No período em análise a taxa do PIB/MS se mantém acima do resultado para o Brasil durante todos os anos, se aproxima em 2016 e volta a se afastar no ano seguinte, como mostra o gráfico abaixo.

Participação do PIB/MS na composição do PIB do Brasil e do Centro-Oeste

Em %

Anos201220132014201520162017
Brasil1,291,301,371,391,471,46
Centro-Oeste13,9514,2514,5514,3314,5214,61

Fonte: IBGE/CONAC, SEMAGRO/MS

Ranking do PIB/MS e do PIB per capita do Estado no Brasil

Anos201220132014201520162017
Ranking PIB16º16º16º16º15º15º
Ranking PIB per capita

Fonte: IBGE/CONAC, SEMAGRO/MS

    %

Grupo de Atividades – Peso na composição do PIB/MS

Agricultura e serviços relacionados    9,85
Produção florestal, Pesca e Aquicultura    3,35
Pecuária e Serviços relacionados    4,39
Extrativa Mineral      0,47
Transformação      11,90
SIUP       5,13
Construção Civil      4,58
Comércio, manutenção e reparação de veículos automotores e motocicletas 11,95
Alojamento e Alimentação     1,86
Transporte, Armazenagem e Correios    3,02
Serviços de informação     1,56
Intermediação financeira, de seguros e previdência complementar e serviços relacionados3,38
Atividades Imobiliárias     8,63
Atividades profissionais, científicas e técnicas, administrativas e serviços complementares4,46
APU -Administração, educação e saúde pública, defesa e seguridade social 19,34
Educação e Saúde Privada     2,70
Serviços ás famílias- Artes, cultura, esporte e      2,02
Serviços Domésticos     1,40
          

Marcelo Armôa  – (Semagro)