Economia:

A inadimplência do consumidor na cidade de Campo Grande subiu 0,5% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado), de acordo com os dados da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito). Na comparação interanual, contra o mesmo mês do ano anterior, houve queda de 1,3%. Já contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17), o pagamento de dívidas em Campo Grande ficou estável.

Registro de Inadimplentes

 

Acum. no ano

mar-17 / mar-16

mar-17 / fev-17

Campo Grande

0,5%

-1,3%

0,0%

Mato Grosso do Sul

0,9%

0,7%

0,0%

Centro-Oeste

0,3%

-0,2%

0,2%

Brasil

-1,1%

-3,6%

-0,3%

Recuperação de crédito
O indicador de recuperação de crédito do consumidor na cidade – obtido a partir da quantidade de exclusões dos registros de inadimplência – apontou alta de 2,1% no acumulado do ano (1º trimestre de 2017 contra o mesmo período do ano passado). Na comparação interanual, contra o mesmo mês do ano anterior, o indicador subiu 1,0%. Já contra o mês anterior (março-17 contra fevereiro-17), houve queda de 0,1% no pagamento de dívidas em Campo Grande.

Recuperação de Crédito

 

Acum. no ano

mar-17 / mar-16

mar-17 / fev-17

Campo Grande

2,1%

1,0%

-0,1%

Mato Grosso do Sul

4,4%

5,4%

1,5%

Centro-Oeste

-1,2%

-2,2%

-0,2%

Brasil

0,4%

1,4%

-0,8%

 
Metodologia
O indicador de registro de inadimplência é elaborado a partir da quantidade de novos registros de dívidas vencidas e não pagas e o indicador de recuperação de crédito é elaborado a partir das exclusões de registros informadas à Boa Vista SCPC pelas empresas credoras. O índice calculado pela média móvel dos últimos 12 meses do mês de referência, tendo como ano base a média desses valores em 2011 (base = 100). A partir de março de 2016, as séries dessazonalizadas (as quais utilizavam o filtro sazonal X-12 ARIMA, disponibilizado pelo US Census Bureau) foram descontinuadas.
 
Fonte: Boa Vista SCPC