Copel (CPLE6): Copel Distribuição reduz venda de energia em -5,9% no 2T20

Na última sexta, a Copel informou via comunicado ao mercado, uma redução de -5,9% no seu mercado a fio (TUSD) entre os meses de abril e junho de 2020. Segundo a companhia, o resultado observado decorre, principalmente, da redução da atividade econômica em diversas áreas em função dos efeitos da pandemia da Covid-19, impactando negativamente […]

 

 

 

 

Na última sexta, a Copel informou via comunicado ao mercado, uma redução de -5,9% no seu mercado a fio (TUSD) entre os meses de abril e junho de 2020. Segundo a companhia, o resultado observado decorre, principalmente, da redução da atividade econômica em diversas áreas em função dos efeitos da pandemia da Covid-19, impactando negativamente em 6,7% no consumo do mercado livre no 2T20, cujo reflexo pode ser verificado no recuo da produção industrial do Paraná (queda de 30,6% no mês de abril e de 18,1% no mês de maio). Esse resultado foi parcialmente compensado pelo aumento de 5,2% do consumo da classe residencial e 3,3% da classe rural. O mercado cativo como um todo apresentou queda de -5,8% no consumo; 

 

 

O fornecimento de energia elétrica da Copel, que representa o volume de energia vendido aos consumidores finais e é composto pelas vendas no mercado cativo da Copel Distribuição e pelas vendas no mercado livre da Copel Geração e Transmissão e da Copel Comercialização, registrou queda de -2,4% entre abril e junho de 2020; 

 

 

Vemos o resultado operacional da Copel como ligeiramente negativo, mas esperado por nós (e acreditamos que também pelo mercado) em vista dos impactos negativos advindos da pandemia do COVID-19 não só para a Copel, mas para todo o segmento de distribuição de energia, no qual a companhia tem exposição via Copel Dis. Mantemos nossa recomendação de Compra nas ações da Copel.

 

 

Foto: Marcelo Elias Gazeta do Povo

Gabriel Francisco XP