CNA inicia encontros regionais para reunir propostas para o plano agrícola e pecuário 2020/2021.

Primeira reunião aconteceu na Expodireto, no Município de Não-Me-Toque

 

 

 A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) iniciou nesta semana os encontros regionais com federações e produtores para reunir propostas do setor para o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2020/2021. A primeira reunião ocorreu na Região Sul, durante a Expodireto, que acontece no município de Não-Me-Toque (RS).

 

 

O evento ocorreu em parceria com a Federação da Agricultura do Estado do Rio Grande do Sul (Farsul). A ideia é realizar workshops em outras regiões e as principais demandas serão encaminhadas ao governo como contribuição para o próximo Plano Safra, que deve ser anunciado no primeiro semestre deste ano.

 

 

Segundo o vice-presidente da Comissão Nacional de Política Agrícola da CNA e economista-chefe da Farsul, Antônio da Luz, os principais temas levantados no encontro foram o aprimoramento do seguro rural, a garantia da subvenção ao produtor, a redução da taxa de juros e a melhor aplicação dos recursos públicos.

 

 

“Estamos ouvindo os produtores rurais, entendendo os problemas, vendo as sugestões de melhorias das políticas para que as demandas dos produtores de todo o Brasil sejam levadas à ministra da Agricultura”, explicou. 

 

 

Fernanda Schwantes, assessora técnica da CNA, relatou que o fortalecimento do seguro rural foi uma das prioridades apresentadas pelos produtores do Sul. “Foi um ano de estiagem muito forte e o produtor da região teve a renda comprometida. O Governo está disposto a priorizar essa política, e essa posição é totalmente aderente às demandas apresentadas pelos produtores nesse primeiro workshop”, afirmou.

 

 

O presidente da Farsul, Gedeão Pereira, o vice-presidente da Federação e presidente da Comissão de Crédito da Farsul, Elmar Konrad, os presidentes dos sindicatos rurais de Não-Me-Toque e Carazinho, produtores rurais e entidades setoriais também participaram das discussões.