Capacitação:

As políticas implementadas pelo governo brasileiro para o fortalecimento da agricultura familiar deverão ajudar a Bolívia a fomentar o desenvolvimento rural da região, uma vez que 80% da agricultura boliviana tem como base a estrutura familiar. Em reunião técnica realizada naquele país na última semana, ficou acertado que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) capacitará o governo boliviano para ações de apoio aos pequenos produtores.
A expectativa é de que o projeto tenha início ainda neste semestre, com duração de até dois anos. O acordo prevê ao menos outras duas visitas à Bolívia – uma para fazer o diagnóstico da realidade local e outra para capacitação dos profissionais bolivianos.
Nesta primeira visita, a superintendente de Suporte à Agricultura Familiar da Conab, Kelma Cruz, apresentou o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), uma das ferramentas de políticas públicas voltadas ao combate à insegurança alimentar e nutricional com desenvolvimento local.
“Destacamos as ações em que utilizamos o que é produzido pela agricultura familiar para combater a insegurança alimentar, ao mesmo tempo em que garantimos a comercialização e a renda ao produtor. A intenção é passar a experiência que temos, para que as ações sejam adequadas à realidade boliviana”, ressalta a superintendente.
Desde a implantação do PAA, em 2003, até 2015, a Conab já investiu R$ 3,6 bilhões de reais no apoio à comercialização da produção 2,5 milhões de toneladas de alimentos produzidos por mais de 400 mil famílias de pequenos agricultores. Executado pela Conab e também por Estados e municípios com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) e da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead), o PAA proporciona a compra direta de produtos de agricultores familiares, por meio de suas associações ou cooperativas, garantindo renda a esses trabalhadores. Os alimentos são doados para a rede socioassistencial de todo o país, para atendimento a segmentos da população que se encontram em situação de insegurança alimentar e nutricional, complementando também a merenda da rede pública de ensino.
Ações de análise e acompanhamento de mercado
Além das ações com foco na agricultura familiar, os representantes do governo da Bolívia também demonstraram interesse em conhecer a expertise brasileira na análise e acompanhamento de mercado, apresentada pelo superintendnte de Gestão da Oferta da Conab, Wellington Teixeira.
Esse acompanhamento é utilizado pelo governo federal na definição de políticas públicas para impulsionar a agricultura e regularizar o abastecimento alimentar do país.