Agrishow 2018:

A Embraer destaca durante a Agrishow, que acontece entre 30 de abril e 4 de maio, em Ribeirão Preto (SP), o terceiro ano da apresentação do Ipanema 203, com a exposição estática da aeronave. Entre os destaques estão o aumento na faixa de deposição, os resultados de 2017 e a projeção de vendas para 2018.
Um estudo realizado pela Unesp (Universidade Estadual Paulista, Campus Botucatu), em parceria com a FEPAF (Fundação de Estudos e Pesquisas Agrícolas e Florestais) e a consultoria AgroEfetiva, constatou o aumento significativo da faixa de deposição da aeronave Ipanema 203. Dependendo da configuração da barra de pulverização, este aumento pode ser de até 60% em comparação à sua versão anterior, o Ipanema 202. “Ao atingir uma faixa de deposição de até 24 metros, com excelente uniformidade, o Ipanema 203 garante um trabalho mais seguro, rentável e eficiente”, explica o Doutor Ulisses Rocha Antuniassi, professor titular do Departamento de Engenharia Rural, responsável pela pesquisa.
Em 2017, a aviação agrícola apresentou resultados positivos. A expectativa da companhia era vender cerca de 15 aeronaves do modelo Ipanema 203. Em agosto, a empresa já havia alcançado seu target anual, finalizando o ano com 17 vendas concretizadas. Para 2018, a Embraer projeta um desempenho nas vendas melhor do que 2017, e espera comercializar de 18 a 20 aeronaves. “Para esse ano, acreditamos em um cenário econômico mais favorável para o produtor rural considerando o excelente resultado de produtividade do agronegócio na última safra e o crescimento do mercado de aviação agrícola. Além desses fatores, estamos recebendo feedback positivo de nossos clientes que já possuem a aeronave Ipanema 203: o desempenho da aeronave tem surpreendido favoravelmente pilotos, operadores e produtores”, explica Alexandre Solis, Diretor da Embraer Botucatu. 
Ipanema 203
Lançado em 2015, o modelo atual ganhou dois metros a mais de envergadura de asa em relação ao anterior e hoopercom capacidade 16% maior em volume. As novas tecnologias na aeronave permitem a realização da pulverização com precisão submétrica, graças à implantação do altímetro a laser, ao controle de vazão e à abertura e ao fechamento automático dos bicos de pulverização por meio do sistema de DGPS – GPS diferencial.
No Ipanema 203, os winglets (pontas das asas) foram reprojetados aumentando o controle e melhorando a eficiência da pulverização, atingindo a faixa de até 24 metros. A aeronave conta também com novo sistema de ar-condicionado, cinto de segurança com air bag e cabine mais alta, com novo conceito ergonômico. As alavancas de comando e os pedais também foram modificados, com ângulos mais suaves, que permitem controles ainda mais precisos.
“Todas as melhorias, realizadas desde o primeiro modelo lançado, levam em consideração as necessidades dos nossos clientes e facilitam o dia a dia do operador, pois permitem que ele realize seu trabalho com maior conforto e eficiência”, explica Solis.
O Ipanema está presente na aviação agrícola há mais de 45 anos e faz parte da história de sucesso do agronegócio brasileiro, uma vez que contribuiu para a lavoura brasileira ser cada vez mais produtiva. O Ipanema é líder de mercado e representa mais de 60% do market share no Brasil com mais de 1390 unidades entregues ao longo de mais de quatro décadas.
Ipanema 203 – Ficha Técnica e Características de Desempenho
 

Ficha técnica

Ipanema 203

Comprimento das asas

13,30 m

Envergadura da empenagem

4,27 m

Altura máxima

2,43 m

Comprimento da aeronave

8 m

Diâmetro da hélice

2,18 m

Capacidade do hopper

1.050 litros

 
 

Características

Velocidade

Cruzeiro a 75% da PMC:185 km/h ou 115 mph

Distância de decolagem

Corrida no solo: 254m  (nível do mar , 15°C Motor a etanol)

Distância de pouso

214m

Consumo de Combustível (melhor potência)

Regime de 75% da PMC: 98,4 litros/h (26 US gal.) (motor a etanol)

 
Sobre a Embraer
Empresa global com sede no Brasil, a Embraer atua nos segmentos de Aviação Comercial, Aviação Executiva, Defesa & Segurança e Aviação Agrícola. A empresa projeta, desenvolve, fabrica e comercializa aeronaves e sistemas, além de fornecer suporte e serviços de pós-venda.
Desde que foi fundada, em 1969, a Embraer já entregou mais de 8 mil aeronaves. Em média, a cada 10 segundos uma aeronave fabricada pela Embraer decola de algum lugar do mundo, transportando anualmente mais de 145 milhões de passageiros.
A Embraer é líder na fabricação de jatos comerciais de até 130 assentos e a principal exportadora de bens de alto valor agregado do Brasil. A empresa mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.