Agricultores iniciam planejamento para safra de soja 20/21.

 

 

Entre o final de uma safra e início de outra, os produtores já iniciaram o planejamento e as aquisições dos insumos para a safra 2020/2021. Neste período, a atenção dos agricultores precisa estar voltada à parte nutricional.

Para saber a necessidade nutricional de uma planta, é preciso que seja efetuada uma análise de solo – com isso, é possível diagnosticar a necessidade de correção e identificar a presença de boro, cujas propriedades são importantes para a parte reprodutiva das plantas e para o enchimento de grãos.

Além disso, é muito comum que nesta época do ano o produtor tenha dúvidas a respeito das condições climáticas, como a possibilidade da ocorrência de El Niño ou La Niña. Atualmente, a situação atual do Oceano Pacífico Equatorial é de um leve resfriamento, com tendência de manutenção neste quadro até o fim do ano. Apesar disso, a expectativa é de que não haja uma configuração significativa de La Niña – se isso se confirmar, seus efeitos não deverão ser sentidos no Brasil.

 

 

Mas, afinal, quais serão os principais destaques do clima para essa safra?

 

 

De acordo com a Climatempo, a tendência climática indica temperaturas elevadas nas regiões Sudeste e Centro-Oeste nos próximos meses. Além disso, é possível que ocorra atraso no início do período chuvoso e, consequentemente, no plantio em diversas regiões. Como o vazio sanitário dura, em geral, até a segunda quinzena de setembro, muitos produtores realizam o plantio o mais rápido possível. No entanto, este ano, a maioria das regiões produtoras receberão volumes de chuva mais significativos apenas no mês de outubro.

 

 

A disponibilidade de boro no solo pode ser afetada pela temperatura e umidade, o que interfere na parte reprodutiva das plantas e no enchimento de grãos. Com isso, é necessário que o produtor escolha os produtos adequados para garantir bons resultados. Pensando nisso, a Satis desenvolveu o HumicBor, um fertilizante de quarta geração que, além de suprir as concentrações deste nutriente no solo, tem em sua composição o boro totalmente solúvel, que auxilia no maior enraizamento e crescimento das plantas.

 

 

Além disso, o planejamento da lavoura de soja também deve incluir cuidados com a escolha das cultivares que mais se adaptam à região, de acordo com o histórico de resistência às adversidades. Nesta fase, é importante a aplicação de produtos que irão auxiliar as plantas a superar adversidades. Sabendo disso, a Satis desenvolveu produtos como Vitakelp e Nodular, que são importantes ferramentas para auxiliar na germinação das sementes e no desenvolvimento inicial das plantas.

 

 

O Vitakelp atua como protetor fisiológico. Ele apresenta ótimos resultados no enraizamento das plantas e, consequentemente, na maior absorção de água e nutrientes. Já o Nodular aumenta o volume de raízes e o número de nódulos, proporcionando um desenvolvimento vegetativo melhor.

 

 

Com o manejo adequado, será possível alcançar uma boa produtividade da lavoura. Na safra 2019/2020, o país colheu em torno de 120 milhões de toneladas de soja, 4,7% a mais do que as 115 milhões de toneladas da temporada anterior. A expectativa para a próxima safra está em torno de 131 milhões de toneladas de soja.

 

 

Fonte: Climatempo