A primeira ilha inteligente sem fósseis do mundo implanta a solução Hitachi ABB Power Grids.

A tecnologia de armazenamento de energia em bateria da Hitachi ABB Power Grids é utilizada em Porto Santo, para apoiar a integração de energia renovável a rede da ilha

 

 

 

O Porto Santo, uma ilha portuguesa no arquipélago da Madeira, tem cerca de 6.000 habitantes. O governo português pretende fazer do Porto Santo a primeira ilha inteligente, isenta de fósseis do mundo e lançou a iniciativa “Porto Santo Sustentável”. Parte fundamental dessa iniciativa é aumentar a produção de energia renovável. O desafio, no entanto, é a natureza imprevisível e intermitente da energia solar e eólica.

 

 

O Grupo Renault, o maior fabricante de veículos elétricos (EV) da Europa, forneceu à ilha uma plataforma de transição de energia sustentável composta por um ecossistema completo de soluções EV baseadas em tecnologias Vehicle-to-Grid e uma outra plataforma de agregação para gerenciar a flexibilidade fornecida pelos EVs e suas baterias. Quando as baterias EV chegam ao fim de suas primeiras vidas úteis, elas são descartadas, recicladas ou reutilizadas. No final de sua vida útil em veículos elétricos, entretanto, as baterias ainda podem reter 70-80 por cento de sua capacidade inicial¹.

 

 

“A solução de armazenamento de energia da Hitachi ABB Power Grids fará parte de um ecossistema elétrico inteligente para Porto Santo e garantirá a utilização completa do potencial de geração eólica e solar da ilha.” diz Markus Heimbach, Diretor Executivo da Unidade de Negócios de Alta Tensão da Hitachi ABB Power Grids. “Este é mais um exemplo de como as redes elétricas contribuem para um futuro de energia sustentável por meio de uma rede mais forte, mais inteligente e ecológica.”

 

 

“A integração das baterias de segunda vida EV do Grupo Renault com a solução de armazenamento de energia da Hitachi ABB Power Grids, oferece a capacidade de armazenar o excesso de energia gerada pelas fontes renováveis da ilha.” diz Yasmina Badreddine, gerente de projeto de baterias de 2ª vida, do Grupo Renault. “Dessa forma, a energia armazenada nas baterias pode realimentar a rede elétrica durante períodos de alta demanda, com precisão inteligente.”